domingo, 3 de outubro de 2010

Correção-período composto

EXERCÍCIOS

1. Classifique as orações presentes nos períodos abaixo como subordina­das substantivas subjetivas ou subordinadas substantivas objetivas diretas.
a) O rei berrou que estava cheio dos sermões da rainha. (obj. direta)
b) Convém que você fuja imediatamente.(subjetiva)
c) Conta-se que naquela torre habita uma bruxa.(subjetiva)
d) Contam que naquela torre habita uma bruxa.(obj. direta)
e) É provável que chegue ainda hoje.(subjetiva)
f) Acontece que ainda te amo. (subjetiva)
g) Parece que eles cercaram à cidade. (subjetiva)
h) Ele afirmou categoricamente que o fato não era verdadeiro.(obj. direta)
i) Comenta-se que poucos foram reprovados.(subjetiva)
j) Urge que você retorne ao país. (subjetiva)

2. Classifique as orações substantivas destacadas em objetivas indiretas e completivas nominais.

a. Ofereceram o livro a quem obteve melhor nota. (objetiva indireta)
b. A família insistia em que a criança fosse internada. (objetiva indireta)
c. Impediram o vereador de que recebesse a contribuição ilegal. (objetiva indireta)
d. Lembrava-se de que aquela era uma caneta importada. (objetiva indireta)
e. Minha avó, na sua fé, acendia velas para quem precisasse. (objetiva indireta)
f. Estava convicto de que eu não terminaria o namoro. (completiva nominal)
g. Os produtores do programa de televisão tinham a firme certeza de que os telespectadores gostariam das piadas. (completiva nominal)

2. Classifique as orações em destaque.
a) A virtude das mulheres é que elas nunca mentem. (predicativa)
b) A verdade é que ele não acredita mais em promessas de políticos. (predicativa)
c) Ele fez questão de que nos retirássemos. (completiva nominal)
d) Ele ficou com medo de que eu revelasse seu segredo. (completiva nominal)
e) O time precisava de que toda a torcida esperasse. (objetiva indireta)
f) Ele sempre quer a mesma coisa: que a sua presença seja notada. (apositiva)
g) Os homens sempre se esquecem de que não são o sexo frágil. (objetiva indireta)
h) Sou favorável a que o absolvam. (completiva nominal)
i) Havia dúvida de que o fato fosse verdadeiro. (completiva nominal)
j) Ninguém duvidava de que o fato fosse verdadeiro. (objetiva indireta)
l) Ignoramos quando se deu o desastre. (obj. direta)
m) “Vejo agora quanto estava preso a ela.” (Cyro dos Anjos) (obj. direta)
n) “... tenho a impressão de que estou vivendo não em Belo Horizonte...” (completiva nominal)
o) É conveniente que todos compareçam. (subjetiva)
p) É preciso que você seja mais responsável.. (subjetiva)
q) Foi necessário que os bombeiros interviessem. (subjetiva)
r) Não entendi por que ele não compareceu. (obj. direta)
s) Perguntei se ele estava satisfeito. (obj. direta)
t) Meu desejo é que eles retornem rápido. (predicativa)
u) Sempre alegava a mesma coisa: que não era o único culpado. (apositiva)

4. Reescreva as frases a seguir, substituindo as expressões destacadas por um adjetivo, conforme o modelo:

Formavam-se gotículas que não se podiam perceber.
Formavam-se gotículas imperceptíveis.

a) O saber é um bem que não se pode destruir. (indestrutível)
b) A caneta solta tinta que não se pode apagar. (indelével)
c) Tem uma letra que não se consegue ler. (ilegível)
d) Foi uma cena que não se podia imaginar. (inimaginável)
e) É uma grandeza que não pode ser medida. (incomensurável)
f) É uma atitude que não pode ser compreendida. (incompreensível)

5. Destaque e classifique as orações subordinadas adjetivas.

a) São obras cuja autenticidade é garantida. (restritiva)
b) Falaram tudo quanto queriam falar.(restritiva)
c) "Minha terra tem palmeiras onde canta o sabiá."(Gonçalves Dias) (restritiva)
d) Festa a pessoa em quem confio.(restritiva)
e) "Chamei ontem o Dr. Fagundes, que é o médico da casa desde anos." (explicativa)
f) "O velho papagaio, que me parecia humorístico, dá-me, agora, grande pena." (explicativa)
g) "O caboclo mal-encarado que encontrei um dia em casa do Mendonça também se acabou em desgraça." (Graciliano Ramos) (restritiva)
h) "Vários fregueses que sempre procederam bem quebraram tudo de repente."(restritiva)
i) "As criaturas que me serviram durante anos eram bichos."(Graciliano Ramos) (restritiva)
j) Dr. João, que é cardiologista, fez a operação. (explicativa)
l) "... não há serenidade moral que corte uma polegada sequer às abas do tempo. .."(restritiva)
m) "Cesse tudo o que a Musa antiga canta..."(Camões) (restritiva)
n) "Somos o que somos." (Fernando Pessoa) (restritiva)

6. Aponte a diferença de significado entre os dois períodos a seguir.

a) Os homens, que têm seu preço, são fáceis de corromper.
b) Os homens que têm seu preço são fáceis de corromper.

Na frase a), todos os homens são fáceis de corromper e todos têm seu preço.
Na frase b), apenas os homens que têm seu preço são fáceis de corromper.

7. "Os infelizes tinham caminhado o dia inteiro, estavam cansados e famintos."

Empregando a conjunção adequada, reescreva o período, estabelecendo entre essas orações:
a) uma relação causal;
b) uma relação de conclusão.

a) Como os infelizes tinham caminhado o dia inteiro, estavam cansados e famintos.
b) Os infelizes tinham caminhado o dia inteiro, portanto estavam cansados e famintos.

8. Classifique as orações subordinadas adverbiais em destaque.

a) À medida que caminhávamos, mais longe ficávamos da base. (O. S. ADV. proporcional)
b) Falou mais alto a fim de que todos o ouvissem melhor. (O. S. ADV. final)
c) Como não tivesse estudado, foi mal na prova.(O. S. ADV. causal)
d) Conforme era previsto, ele não compareceu.(O. S. ADV. conformativa)
e) Embora fosse rico, vivia na mais extrema penúria.(O. S. ADV. concessiva)
O Saí, conquanto estivesse doente.(O. S. ADV. concessiva)
g) Estava falando alto desde que chegou. (O. S. ADV. temporal)
h) Falou tanto que ficou rouco.(O. S. ADV. consecutiva)
i) "Quando serenei, pareceu-me que houvera barulho sem motivo." (O. S. ADV. temporal)
j) "Quando ela morresse, eu lhe perdoaria os defeitos."(Graciliano Ramos) (O. S. ADV. temporal)
l) medida, porém, que as horas se passavam, sentia-me cair num estado de perplexidade e covardia." (Graciliano Ramos) (O. S. ADV. proporcional)
m) "Guiou-me ao canto nono, como a uma rua suspeita." (Raul Pompéia)(O. S. ADV. comparativa)
n) "Era cedo demais para que eu pudesse pesar filosoficamente a revelação..." (O. S. ADV. final)
o) "Emília foi mais forte do que eu." (Cyro dos Anjos)(O. S. ADV. comparativa)
p) "Desde que houve a reunião em casa de Jandira, eu não pensava mais em Arabela..."(Cyro dos Anjos)(O. S. ADV. temporal)
q) "Recolheu sua mala para que o intruso se acomodasse."(Fernando Sabino)(O. S. ADV. final)
r) A prova, como se esperava, foi mui­to difícil.(O. S. ADV. conformativa)
s) A chuva foi de tal modo intensa que inundou quase todas as casas. (O. S. ADV. consecutiva)

9. Classifique as orações adverbiais destacadas.

a) Correram tanto, que ficaram cansados. (O. S. ADV. consecutiva)
b) Ficaram cansados porque correram muito. (O. S. ADV. causal)
c) Foram punidos porque se comportaram muito mal. (O. S. ADV. causal)
d) Comportaram-se tão mal, que foram punidos. (O. S. ADV. consecutiva)

5) Classifique as orações destacadas.
a) Embora não fosse culpado, foi condenado. (O. S. ADV. concessiva)
b) Iriam viajar no sábado, desde que fizesse bom tempo. (O. S. ADV. condicional)
c) Não paravam de conversar, desde que a aula começou. (O. S. ADV. temporal)
d) Comeram tanto, que passaram mal. (O. S. ADV. consecutiva)
e) Passaram mal porque comeram muito. (O. S. ADV. causal)

10. Desenvolva as orações reduzidas presentes nos períodos seguintes e, a seguir, classifique-as.

a) Penso estar na sala certa. (Penso que estava na sala certa)
(substantiva objetiva direta)
b) O remédio era ficarmos em casa. (O remédio era que ficássemos em casa.)
(substantiva predicativa)
c) Há sombras vagueando na noite. (Há sombras que vagueiam na noite)
(adjetiva restritiva)
d) Não dizendo a verdade, nada conseguirás. (Se não disseres a verdade, nada conseguirás)
(adverbial condicional)
e) Terminada a festa, retiraram-se todos os convidados. (Quando a festa terminou, retiraram-se todos os convidados)
(adverbial temporal)
f) Precisando, disponha. (Se precisar, disponha)
(adverbial condicional)
g) É necessário chegares a tempo. (É necessário que chegues a tempo)
(substantiva subjetiva)
h) Foram repreendidas por se queixarem. (Foram reprendidas porque se queixaram)
(adverbial causal)

11. Nos períodos seguintes, identifique as orações reduzidas e, a seguir, classifique-as.

a) Encontrei um homem andando sem destino. (Encontrei um homem que andava sem destino.)
(adjetiva restritiva)
b) Fiz um atalho, para encurtar o caminho. (Fiz um atalho para que o caminho fosse encurtado.)
(adverbial final)
c) Temendo consequências mais drásticas, suspenderam a obra. (Como temiam consequências mais drásticas, suspenderam a obra.)
(adverbial causal)
d) É necessário fazermos mudanças radicais. (É necessário que façamos mudanças radicais.)
(substantiva subjetiva)
e) Não comparecendo à reunião, sairás prejudicado. (Se não compareceres à reunião, sairás prejudicado)
(adverbial condicional)

12. Aponte a alternativa em que ocorre oração subordinada adjetiva.
a) Faça silêncio, que já é tarde.
b) Desejo que todos voltem rapidamente.
c) É esta a rua em que moro.
d) Percebeu que não havia outra solução.
e) Soube-se que ele não viria.

13. Em qual das alternativas ocorre oração subordinada adjetiva?
a) Verificou-se que os argumentos tinham fundamento.
b) Fiz-lhe sinal para que se calasse.
c) Comeu tanto que ficou doente.
d) A resposta que você me deu foi satisfatória.
e) Luta que luta e nunca vê recompensa.

14. Distinga as orações coordenadas das subordinadas, classificando-as:
a. As crianças não choravam nem reclamavam. (Coordenada)
b. Como você sabe, eu não gosto de jiló. (Subordinada)
c. Neusa não estudou, logo não podia mesmo passar. (Coordenada)
d. Vá, porque é melhor. (Coordenada)
e. Não fui porque não me chamaram.
f. Conta-se que Esquilo, o criador da tragédia grega, morreu com o crânio esfacelado. (Subordinada)
g. É muito importante que vocês pratiquem esporte. (Subordinada)
h. A ordem era ab­surda, entretanto ninguém a ela desobedeceu. (Coordenada)
i. Mal cheguei, começou a chovei. (Subordinada)
j. Respondi-lhe que não era rico. (Subordinada)
l. Você não manda nada aqui; cale, pois, a boca. (Coordenada)
m. Um pouquinho de comida já me bastava, pois estava com fome. (Coordenada)
n. As árvores são preciosas à vida humana, de modo que devemos preservá-las. (Subordinada)
o. "Nada é mais perigoso na sociedade do que um homem sem caráter." (Subordinada)
p. "Todo homem pode cometer um erro, mas só os loucos podem perseverar nele." (Coordenada)
q. "É teu amigo aquele que na ocasião do perigo te ajuda." (Subordinada)
r. "Nada se ensina ou se aprende retamente sem o escrúpulo." (Coordenada)
s. Conquanto fosse absurda a ordem, ninguém a ela desobedeceu. (Subordinada)
t. Venha já, ou perderá a vez. (Coordenada)
u. Como não veio, perdeu a vez. (Subordinada)