quinta-feira, 13 de maio de 2010

Tipos de discurso (com gabarito)

Exercícios (Tipos de discurso) - GABARITO

1. Grife as frases em discurso indireto livre que aparecem no texto abaixo.

a) “O rapaz preparou-se durante todo o ano para prestar aquele concurso. E justamente na hora de demonstrar o que havia assimilado, as idéias lhe fugiam da mente como o cervo do leão na savana. Que azar! Seria azar ou excesso de nervosismo? Sei lá! O fato é que não se lembrava de nada. Deu branco, meu! Que horror.”

b) “Como nas noites precedentes, uma fila de agricultores se formou na porta de uma padaria e o padeiro saiu a informar que não havia pão. Por quê? Onde estava o pão? O padeiro respondeu que não havia farinha. Onde então estava ela? Os agricultores invadiram a padaria e levaram o estoque de roscas e biscoitos, a manteiga e o chocolate”. (Garcia de Paiva. Os agricultores arrancam paralelepípedos.)

c) Sinhá Vitória desejava possuir uma cama igual à de seu Tomás da bolandeira. Doidice. Não dizia nada para não contrariá-la, mas sabia que era doidice. Cambembes podiam ter luxo? E estavam ali de passagem. Qualquer dia o patrão os botaria fora, e eles ganhariam o mundo, sem rumo, nem teriam meio de conduzir os cacarecos. (Graciliano Ramos. Vidas Secas.)

2. Passe para o discurso indireto:

a. O correspondente internacional informou: — O atentado a bomba, ocorrido nesta madrugada, provocou a morte de três pessoas.
O correspondente internacional informou que o atentado a bomba, que tinha ocorrido (ocorrera) naquela madrugada, provocara (tinha provocado) a morte de três pessoas.
b.O apresentador disse sorrindo: — Vamos trazer agora um cantor de muito sucesso.
O apresentador disse sorrindo que iriam levar naquele momento um cantor de muito sucesso.
c. O delegado garantiu: — Amanhã ele será transferido para a Casa de detenção.
O delegado garantiu que no dia seguinte ele seria transferido para a Casa de detenção.
d.O médico respondeu ao paciente: — Não há nada de grave. Procure repousar esta semana.
O médico respondeu ao paciente que não havia nada de grave e que procurasse repousar aquela semana.
e. O funcionário perguntou: — Por que não haverá expediente na próxima semana?
O funcionário perguntou por que não haveria expediente na semana seguinte.

O Asno e o Velho Pastor


Um Pastor observava tranqüilo seu Asno pastando em uma verde pradaria. De repente, ouviu ao longe os gritos do inimigo que se aproximava. Ele rogou ao animal para que corresse com ele na garupa, o mais rápido que pudesse, a fim de que não fossem ambos capturados.
O Asno perguntou ao Pastor com calma, por que ele deveria temer o inimigo e se ele não achava provável que o conquistador colocasse nele, além dos dois cestos de carga que carregava, mais outros dois. O Pastor respondeu que não.
Então o animal disse que não faria diferença a quem estava servindo, contanto que ele carregasse os dois cestos que já possuía.

3. Grife as frases em discurso indireto e passe-as para o discurso direto.
Um Pastor observava tranquilo seu Asno pastando em uma verde pradaria. De repente, ouviu ao longe os gritos do inimigo que se aproximava. Ele rogou ao animal:
— Corra comigo na garupa o mais rápido que puder, a fim de que não sejamos ambos capturados.
O Asno perguntou ao Pastor com calma
— Por que eu devo temer o inimigo. Você não achava provável que o conquistador coloque em mim, além dos dois cestos de carga que carrego, mais outros dois.
O Pastor respondeu:
— Não!
Então o animal disse:
— Não fará diferença a quem eu estou servindo, contanto que eu carregue os dois cestos que já possuo.